« Home | Waving to the waves of globalization » | Parole » | Não há hipótese » | Uma luzinha... » | Arcadia » | Outro problema » | Um problema » | É a sério ou para inglês ver? » | Na pele de um outro » | Segura aí que eu já volto » 

domingo, maio 28, 2006 

Aos papéis

A propósito de um seu projecto, um conhecido arquitecto criticava há pouco na televisão o horror que são as casas com varandas, caixilhos, e beirados "tradicionais".
É uma luta antiga deste arquitecto, que já o levou em tempos a defender a "criatividade" presente na aberração urbanística que são os arredores das grandes cidades.
Houvem-se estes discursos e preparamo-nos para a eventualidade de o arquitecto (este e os que perfilham deste tipo de "abordagem") nos começar a explicar como descobriu algo de radicalmente novo na arte de criar espaços habitáveis.
Algo que desafie a lei da gravidade, uma casa em que se ande em plano inclinado e onde seja possível passear pelo tecto sem as coisas cairem, algo diferente, em suma, do atroz maneirismo pseudo vanguardista em que as fachadas das casas, resultado de exercícios pueris e egotistas de arquitectos ansiosos por proclamarem ao mundo a sua recente descoberta dos princípios básicos da geometria descritiva, "fingem" que estas são tortas por dentro.
Adiantou então o arquitecto, que uma casa que projectou recentemente é redonda porque desde a anriguidade que o homem vive ( alguns homens certamente, eu francamente nunca vivi em nenhuma, e não conheço ninguém – tirando talvez o referido arquitecto- que tenha passado por essa experiência) em casas redondas, ainda hoje o faz em regiões remotas do planeta.
Rejeitando modelos que resultaram de uma evolução histórica de muitos séculos, o arquitecto, em nome da modernidade, recupera assim um modelo ainda mais antigo, ou no mínimo associado à precaridade de meios e ao isolamento geográfico, só que, desta vez, em betão e vidro.
Resta esclarecer o que é que isto tem de moderno, para além desta mania contemporânea de cada um arranjar explicações e teorias trinca na pêra possiveis de serem apresentadas como factos comprovados numa passagem de vinte segundos num programa de televisão .

tu não me digas que não sabias que o Graça tinha sido moleiro...

";O)

beijoca

[mini-spam]

O Diagnóstico da Situação é Óbvio:

PONTO Nº1:
--- A Comunicação Social europeia propagandeia aos 'sete ventos' que a imigração é necessária para resolver o Problema Demográfico Europeu... e, assim sendo,... a imigração vai assegurar a Sustentabilidade do Sistema de Segurança Social...
--- Ora, qualquer Povo do Planeta... com UM MÍNIMO de 'coluna vertebral'... JAMAIS aceitaria que viessem outros de fora... para resolver o Problema Demográfico... ou para assegurar o pagamento das Pensões de Reforma......
--- A realidade 'nua e crua' é óbvia: a Europa está sob o domínio de um MONTE DE BANDALHOS ( vulgo Parasita Branco -> a Maioria do europeus ) que pretendem andar no Planeta a Curtir o MAIOR FESTIM PARASITA da História da Humanidade!!!
--- De facto, a Parasitagem Branca (a Maioria dos europeus) pretende andar no Planeta a Curtir:
-1- abundância de mão-de-obra Servil...... APESAR DE... a Parasitagem Branca nem sequer constituir uma Sociedade aonde se procede à Renovação Demográfica!
-2- a existência de alguém que pague as Pensões de Reforma...... APESAR DE... a Parasitagem Branca nem sequer constituir uma Sociedade aonde se procede à Renovação Demográfica!


PONTO Nº2:
--- Existem Predadores Insaciáveis que estão numa ‘CORRIDA DEMOGRÁFICA’ pelo controlo da Europa!... [ Exemplos: Os Africanos, os Mestiços, os Árabes,... --->>> nota: existem excepções à regra -> pessoas de Boa Vontade... ].
--- Medidas de Incentivo à Natalidade não levam a lado nenhum!... Pois... tendo em vista os seus objectivos de Longo Prazo... a reacção dos Predadores Insaciáveis irá ser a seguinte: eles vão aumentar ainda mais a sua Taxa de Natalidade [ Um exemplo: existem franceses – de origem Árabe – com 10 (e mais) filhos... para aproveitarem as Medidas de Incentivo à Natalidade do Estado Francês ].
-> NOTA: Os Predadores Insaciáveis são de uma INTOLERÂNCIA TOTAL para com a existência de Espaços de Reserva Natural de Povos Nativos... pois... eles pretendem ter o caminho livre para Ocuparem e Dominarem novos territórios.


PONTO Nº3:
--- Como os Nativos Europeus são economicamente pouco rentáveis [ possuem uma Taxa de Natalidade muito baixa ]... os Capitalistas Selvagens estão interessados em que... se proceda à SUBSTITUIÇÃO POPULACIONAL dos autóctones... por... Povos economicamente mais rentáveis...
--- Ora, tal como aconteceu na América do Norte, ao mesmo tempo que vendiam ( clandestinamente ) armas aos autóctones... os Capitalistas Selvagens forneciam armas mais sofisticadas... aos Povos Colonizadores e às Forças Militares e Policiais [ infestadas de Mercenários... que trabalham para quem lhes pagar mais... ].
---> Portanto, como é óbvio, quando o Sistema Democrático entrar em Colapso... o Poder vai cair nas mãos dos Capitalistas Selvagens [com os seus Mercenários]... e... dos Povos Colonizadores...
-> CONCLUSÃO ÓBVIA: É Urgente reivindicar o LEGÍTIMO Direito ao Separatismo... antes de... o Sistema entrar em Colapso...


PONTO Nº4:
--- Os OTÁRIOS que abram os olhos!!!
--- Os Movimentos Nacionalistas são é para GENTE PARVA!!!
--- De facto, a estratégia de muitos 'Nacionalistas de Referência' [agentes infiltrados...] é óbvia --> GANHAR TEMPO...
--- Na realidade, existem 'Nacionalistas de Referência' [agentes infiltrados...] que vão produzindo 'toneladas' de CONVERSA DA TRETA - para que os OTÁRIOS (já há várias Décadas) se mantenham entretidos numa guerra contra 'Moinhos de Vento' - ... enquanto... a Identidade Europeia vai se degradando cada vez mais ano após ano.



»»» CONCLUSÃO FINAL ÓBVIA: ---> ANTES QUE SEJA TARDE DEMAIS... para que, a LONGO PRAZO, os Nativos Europeus possam ter o SEU Espaço no Planeta... o caminho a seguir só pode ser:
-1- Combater a Ditadura a Parasitagem Branca (a Maioria dos europeus)!
-2- Reivindicar o LEGÍTIMO Direito ao Separatismo!
SEPARATISMO-50
[ A constituição de Espaços Reserva Natural de Povos Nativos ]

Parabéns pelo excelente blog! Vejo que se situa numa direita democrática tal como eu...

Enviar um comentário